Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Como ter uma alimentação mais sustentável?
Alimentação Equilibrada

Como ter uma alimentação mais sustentável?

Nunca a temática da sustentabilidade foi tão falada como nos últimos anos. O mundo está a mudar e todos nós estamos a mudar com ele, e essas mudanças passam por fazermos escolhas mais conscientes em todas as áreas da nossa vida, e não, não estamos só a falar em deixar de usar palhinhas de plástico e poupar água.

Passar a ter um estilo de vida mais sustentável passa, também, pela alimentação. Mas afinal, o que é isso da alimentação sustentável? Em primeiro lugar, importa perceber que a nossa população está em crescimento e estima-se que, até 2050, existam mais de 9 biliões de pessoas no planeta, o que implica mais exploração de recursos agrícolas e de produção animal para todos conseguirmos ter igual acesso a alimentos.

Tendo em conta este panorama, é cada vez mais necessário fazermos escolhas mais sustentá-veis na nossa alimentação, de forma a preservarmos a nossa saúde e o ambiente, impedindo que haja falta de recursos. Além disso, torna-se cada vez mais importante acabar com um dos maiores inimigos da alimentação sustentável: o desperdício alimentar.

Para o conseguirmos, devemos seguir as orientações da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) para uma alimentação mais sustentável. De acordo com os especialistas, seguir este tipo de alimentação tem um baixo impacto a nível ambiental, procurando proteger e respeitar a biodiversidade e os ecossistemas, ao mesmo tempo que permite otimizar os recursos naturais e humanos.

Mas o que deves realmente fazer para ter uma alimentação mais sustentável? Deixamos-te algumas dicas para que, da próxima vez que prepares a tua lista de compras ou pensares na tua próxima refeição, já tenhas algumas delas em conta.

  1. Faz uma lista de compras e compra os alimentos que vais consumir num período de tempo definido, para evitar o desperdício alimentar;
  2. Reduz a frequência e/ou a porção de carnes, principalmente vermelhas;
  3. Aumenta o consumo diário de leguminosas e utiliza-as em substituição de carne, peixe ou ovos em algumas refeições da semana;
  4. Prefere alimentos locais e da época;
  5. Reaproveita as sobras de outras refeições;
  6. Reaproveita as partes dos alimentos frequentemente não utilizadas. Por exemplo, tenta utilizar todas as partes dos hortícolas na confeção das refeições, como é o caso dos talos que podem ser usados para fazer a base da sopa;
  7. Toma atenção à data de validade dos produtos e guarda na parte da frente do teu frigorífico e/ou da despensa, aqueles que tiverem um prazo mais curto;
  8. Dá prioridade aos alimentos que se podem estragar mais rapidamente;
  9. No armazenamento de alimentos utiliza, de preferência, recipientes reutilizáveis como: caixas de vidro com tampa, sacos de silicone com zipper ou outros reutilizáveis;
  10. Aposta em hortas urbanas ou canteiros aromáticos para conseguires cultivar os teus próprios legumes e ervas aromáticas.
 

Receitas Relacionadas

também

Alimentação Equilibrada

A gordura, assim como os hidratos de carbono, as proteínas e tantos outros nutrientes são…

Alimentação Equilibrada

A Diabetes é uma das doenças do século, e também uma das mais silenciosas. Atualmente, o Serviço…

Alimentação Equilibrada

“CULTIVAR, ALIMENTAR, PRESERVAR – JUNTOS”. Este é o tema sugerido pela FAO (Food and Agriculture…