Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
5 dicas para reduzir o desperdício de comida
Alimentação Equilibrada

5 dicas para reduzir o desperdício de comida

Sabias que a maior fatia percentual de desperdício de comida começa nas nossas casas?

Em 2018, a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação apresentou dados surpreendentes. Segundo esta organização um terço da comida produzida mundialmente é desperdiçado. Em Portugal, estima-se que um milhão de toneladas de alimentos são anualmente desperdiçados.

A Comissão Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar tem em vista projetos para evitar o desperdício alimentar. Apesar disso, é nas nossas casas que a mudança começa. Podemos começar já hoje a contribuir para o grande objetivo da CNCDA: reduzir o desperdício para metade, até 2030.

Para isso, deixamos-te 5 dicas sobre como evitar o desperdício de alimentos em tua casa (e fora dela!).

1. Faz compras de forma realista

Parece simples, mas esta é uma das coisas mais importantes a fazer para evitar o desperdício alimentar. Isto pode significar ir ao supermercado com mais frequência e comprar menos alimentos de cada vez. Planeia as tuas refeições e faz uma lista detalhada de compras com os ingredientes que necessitas. Sempre que possível, opta por produtos de origem local e biológica. Há várias aplicações dedicadas ao planeamento alimentar que te mostram como evitar o desperdício de alimentos – escolhe a que for mais eficaz para ti e utiliza-a!

2. Aprende a preservar os alimentos 

Pickling, secagem, conservas, fermentação, congelamento e cura são métodos de conservação para fazer com que os alimentos durem mais tempo. Para além de evitar o desperdício alimentar, esta é uma forma de poupar e, simultaneamente, descobrir formas divertidas de cozinhar. Porque não aprender a conservar maçãs maduras transformando-as em molho de maçã? Ou fazer pickles de cenouras frescas? Experimenta, dá novos sabores aos teus cozinhados e consequentemente diminui o desperdício de comida. 

3. Organiza a tua cozinha 

Manter o frigorífico ou a despensa arrumados nem sempre é tarefa fácil. Coloca os alimentos mais perecíveis ao teu alcance. É uma forma de te lembrares de usar estes alimentos ao invés dos processados, que duram mais tempo. A forma como organizas este tipo de alimentos é crucial. Por exemplo, as frutas e vegetais, devem ser arrumados num local onde a humidade seja controlada. Caso não seja possível, existem muitas outras alternativas de conservação. Ações como envolver as verduras num pano de cozinha para absorver a humidade, podem ser uma boa sugestão.

4. Aproveita as sobras das refeições…

Embora muitas pessoas guardem o que sobra de refeições grandes, também é recorrente que se esqueçam dessa comida no frigorífico. Uma dica para evitar o desperdício de alimentos, é usar um recipiente de vidro transparente. Usar um recipiente opaco é muitas vezes o motivo de esquecimento e consequente desperdício dessa refeição. Caso não tenhas oportunidade de comer o que sobrou da refeição anterior, podes sempre doar a quem mais precisa. O projeto REFOOD ou o Movimento 2020 são ótimos exemplos disso mesmo.

5. …e os alimentos na sua totalidade!

Uma das melhores maneiras de reduzir o desperdício de comida é justamente usar toda a comida. Experimenta guardar a casca de alguns vegetais como batatas e pepinos para reutilizar em pratos ou fazer refrescos. No caso da carne, podes perfeitamente utilizar os ossos para cozinhar caldos caseiros. Já os restos das frutas podem servir, surpreendentemente, para fazer corantes naturais ou até produtos de beleza. Caso gostes de comer a fruta com pele, melhor ainda: as cascas de alguns alimentos têm maior valor nutricional. 

 

também

Alimentação Equilibrada

Os primeiros dias de junho trazem consigo uma antecipação pelas festas e arraiais de Santos…

Alimentação Equilibrada

A retenção de líquidos é um problema que afeta muitos de nós. Sabe quais as melhores infusões…

Alimentação Equilibrada

Vivemos um período extremamente desafiante, com várias mudanças que impactam a nossa vida. Por isso…