Saboreia a Vida | Nestlé
Saboreia a Vida | Nestlé

SOCIAL

COUVE-FLOR

A couve-flor é um hortícola da mesma família dos brócolos, do repolho e das couves. Tem uma estrutura que muitas vezes é comparada a uma árvore em miniatura e por isso pode ser interessante para incentivar os mais novos a consumir este hortícola. A sua textura também é interessante, uma vez que quando se apresenta no seu estado natural é mais consistente e quando é cozinhada e está pronta a consumir, fica com uma textura mais aveludada.

Em meados do século XVI ganhou popularidade em França e posteriormente começou a ser cultivada no norte da Europa e nas Ilhas Britânicas. Atualmente, os Estados Unidos da América, a França, Itália, Índia e China são os países que produzem maiores quantidades de couve-flor.

Apesar do seu aspeto mais conhecido e da sua cor branca, a couve-flor pode apresentar outras cores (verde ou lilás). Contudo, a sua cor branca deve-se ao facto de não conseguir produzir clorofila durante o seu crescimento, pois durante esse período está envolta por folhas verdes que impedem o seu contacto com a luz solar.


INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Tabela de composição nutricional (100 g de Parte Edível)

 

 Couve-flor Crua

Couve-flor Cozida

 Energia (kcal)

29

17

 Água (g)

 89.9

92

 Proteínas (g)

 3.7

1.6

 Lípidos (g)

 0.2

0.2

 Hidratos de carbono (g)

 3.3

2.3

 Colesterol (g)

 0

0

 Niacina

 0.6

0.4

 Vitamina B6 (mg)

 0.28

0.17

 Vitamina B12(mg)

 0

0

 Vitamina C (mg)

 73

45

 Potássio (mg)

 380

179

 Sódio(mg)

 14

106

 Magnésio(mg)

 22

12

 Fósforo (mg)

 34

29

Ferro (mg)

0.5

0.4


mg = miligramas. µg= microgramas. 
Parte Edível = diz respeito ao peso do alimento que é consumido depois de rejeitados todos os desperdícios.
Fonte: Porto A, Oliveira L. Tabela da Composição de Alimentos. Lisboa: Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. 2006.


VANTAGENS E DESVANTAGENS:

Estudos mostram que existe uma certa ligação entre o consumo de couve-flor e a prevenção de vários tipos de cancro, como por exemplo o cancro da bexiga, cancro da mama, cancro do cólon, da próstata e dos ovários. Esta associação pode ser feita uma vez que os nutrientesfornecidos pela couve-flor parecem ter certas propriedades que previnem o desenvolvimento deste tipo de patologia.

- Propriedade de desintoxicação – Diariamente estamos expostos a toxinas indesejáveis, quer seja através do nosso estilo de vida ou escolhas alimentares, colocando o nosso organismo em maior risco. Os antioxidantes e os fitonutrientes que podem ser encontrados na couve-flor podem auxiliar a ativação e a regulação de enzimas responsáveis pela desintoxicação do organismo, protegendo-o destas toxinas.
- Propriedades antioxidantes – Sendo uma excelente fonte de vitamina C e de magnésio, a couve-flor fornece antioxidantes importantes ao nosso organismo, ajudando a diminuir o risco de stress oxidativo das nossas células e consequentemente o risco de cancro.
- Propriedades anti-inflamatórias – Ao conter quantidades avantajadas de vitamina K, a couve-flor possui propriedades anti-inflamatórias. A vitamina K atua como reguladora da resposta inflamatória, podendo prevenir o desenvolvimento de cancro e de doenças cardiovasculares.

Para além destas propriedades, a couve-flor contém boas quantidades defibra alimentar, fornecendo assim, benefícios a nível do sistema digestivo.

COMO COMPRAR E CONSERVAR:

Ao comprar couve-flor, procure escolher a mais branca e a que não apresente quaisquer vestígios de terra ou sujidade. A couve-flor deve ser igualmente compacta e os seus ramos não devem estar separados uns dos outros. Também devem ser evitadas aquelas que apresentem flores entre os ramos esbranquiçados.

A couve-flor que estiver mais protegida pelas folhas verdes, que normalmente a envolvem, serão as mais frescas e mais limpas, sendo assim as que deve preferir. Uma vez que o seu tamanho não está relacionado com a sua qualidade, pode escolher aquela que se adapta melhor às suas necessidades nutricionais e às quantidades que pretende cozinhar.

Relativamente aos métodos de conservação deste vegetal, devem ser escolhidos conforme a validade que lhe pretendemos dar. Podemos consumi-la no próprio dia e assim guardá-la à temperatura ambiente, mas também podemos mantê-la no frigorífico, por uma semana, envolta em papel ou por um saco de plástico, até à data que a pretendemos utilizar. O mesmo não deve ser feito se esta for adquirida pré-cortada, pois assim irá perder toda a sua frescura ao final de um ou dois dias.

Conheça receitas com este alimento em Nestlé Cozinhar.

PARTILHAR 30 LIKES

Sugestões