Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Pinhão
Alimentos

Pinhão

O pinhão, semente do pinheiro, é um alimento tipicamente Outonal e o segundo mais exportado em Portugal, a seguir à castanha. Na Europa, é especialmente popular nos países mediterrâneos.

Com grande poder antioxidante e saciante, esta semente tem sido utilizada nas cozinhas europeias, norte americanas e asiáticas desde há milhares de anos.

Informação Nutricional

O pinhão é uma boa fonte de fibras e minerais como o potássio, cálcio, ferro e zinco. As fibras neste contido são aliadas para um bom funcionamento gastrointestinal.

Não esquecer no entanto que, pelo seu elevado teor em lípidos tem também um significativo valor calórico (cerca de 600 kcal/100g).

g = grama; mg = miligrama e µg = micrograma. Parte Edível = diz respeito ao peso do alimento que é consumido depois de rejeitados todos os desperdícios. Fonte: Tabela da Composição de Alimentos – Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.
Composição nutricional
(100g de parte edível)
Pinhão
Energia (kcal) 622
Água (g) 4,3
Proteínas (g) 33,2
Lípidos (g) 51,7
Hidratos de Carbono (g) 5
Fibra (g) 1,9
Cálcio (mg) 54
Ferro (mg) 4,7
Potássio (mg) 780
Zinco (mg) 6,5
Vantagens e desvantagens

O pinhão contém ácido linoleico que age como saciante, libertando colecistoquinina que ajuda a diminuir o apetite. É o fruto seco com maior concentração de ácido oleico, uma gordura mono insaturada que ajuda a diminuir os níveis de colesterol presente no sangue.

Este alimento apresenta ainda um poder antioxidante graças à presença de vitaminas A, B, C, D e E, e luteína, um carotenoide essencial para a prevenção de doenças oculares.

Como comprar e conservar

Quanto mais clara for a casca do pinhão mais novo e fresco ele é.

Deve ser acondicionado em local seco e arejado, ou então no frigorífico a fim de prolongar o seu tempo de vida.

Como utilizar

O pinhão pode ser consumido cru, adicionado a saladas por exemplo, tostado ou como ingrediente de vários pratos.

Não contém glúten, podendo por isto ser utilizado, em forma de farinha, como ingrediente para alimentos como pães, bolachas e bolos para celíacos.

O óleo de pinhão tem um sabor forte e um aroma doce, e tem diversas utilidades, como por exemplo, na aromaterapia, indústria farmacêutica e cosmética.

 

Receitas Relacionadas

também

Alimentos

A fruta do dragão, também conhecida como pitaia, é tão interessante por dentro como é por fora. É…

Alimentos

É um item básico da despensa e da gastronomia portuguesa também. No entanto, se olharmos para as…

Alimentos

Sabes qual é a diferença entre o Abacaxi e o Ananás? Descobre as diferenças e aprende a distinguir…