Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Frango
Alimentos

Frango

A domesticação de aves, como o Frango, teve origem na Ásia do sul, há cerca de 4000 anos.

A popularidade do Frango, enquanto género alimentício, tem oscilado ao longo da história, tendo sido por vezes considerado um luxo acessível apenas às classes mais altas e, outras vezes, um alimento com importância menor.

Embora primeiramente, o Frango tenha sido domesticado para consumo próprio, com o desenvolvimento das cidades, começou a ser vendido e trocado por outros géneros alimentícios.
Graças ao desenvolvimento dos métodos de refrigeração e à existência de meios de transporte cada vez mais rápidos, no final do século XIX, a avicultura aumentou consideravelmente, tornando o Frango mais disponível e popular em todo o mundo. 
Actualmente, os principais criadores de aves de capoeira são a China, Rússia, Estados Unidos da América, Brasil, Japão e México.

O Frango pertence à espécie Gallus domesticus.
É um alimento muitíssimo popular no nosso país e é valorizado por indivíduos de todas as idades, classes sociais, culturas com distintas tradições gastronómicas. Podes confeccioná-lo de inúmeras maneiras - assado, grelhado, estufado – combiná-lo com uma enorme variedade de ervas e especiarias de forma a tirar o máximo partido da sua palatabilidade e valor nutricional.

Informação Nutricional

Quando pensamos em Frango, quase de imediato que o associamos ao elevado teor proteico que fornece. No entanto, há que ter em atenção o elevado teor de gordura saturada que fornece, se for ingerido com pele.

Além da fonte proteica, o seu teor vitamínico (niacina e B6) e mineral (selénio, fósforo) também são bastante interessantes sob o ponto de vista nutricional.

g = grama; mg = miligrama e µg = micrograma. Parte Edível = diz respeito ao peso do alimento que é consumido depois de rejeitados todos os desperdícios. Fonte: Tabela da Composição de Alimentos – Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.

Composição nutricional
(100g de parte edível)
Frango com Pele Cozido Frango Com Pele Grelhado Peito De Frango Sem Pele Cozido
Energia (kcal) 204 239 148
Água (g) 61,4 55,6 63,1
Proteínas (g) 26,1 27,6 34,5
Lípidos (g) 11,1 14,3 1,1
         saturados (g) 2,7 3,4 0,3
Hidratos de Carbono (g) 0 0 0
Fibra (g) 0 0 0
Vitamina B3 (mg) 6,1 7,5 9
Vitamina B6 (mg) 0,27 0,34 0,34
Fósforo (mg) 180 200 220
Vantagens e desvantagens

Nos hábitos alimentares da humanidade, o Frango corresponde a um dos maiores fornecedores de proteína de origem animal e a uma excelente alternativa ao consumo de carne vermelha, com menor teor de gordura. No entanto, ingerir Frango com pele aumenta consideravelmente o teor de gordura total e saturada.

Como fonte proteica, por excelência, a sua ingestão frequente pode ser favorável na redução da perda de massa óssea em indivíduos idosos.

O Frango corresponde também a uma excelente fonte de vitaminas do complexo B, especialmente niacina e vitamina B6. A niacina exerce um efeito protector contra a doença de Alzheimer e perda das funções cognitivas típicas do avançar da idade. Favorece também um efeito benéfico no metabolismo dos hidratos de carbono, proteínas e gordura, uma vez que intervém em processos metabólicos que os transforma em energia. Este efeito é potenciado em conjunto com a vitamina B6, que também se encontra em quantidades apreciáveis na carne do Frango. Além disso, níveis baixos de niacina estão relacionados com o aumento dos níveis de homocisteína, cujos níveis elevados podem ser prejudicais para a saúde cardiovascular.

O Frango, fornece um mineral – selénio – com acção fundamental em muitas vias metabólicas antioxidantes e imunes, pois induz a síntese e reparação do DNA celular danificado, inibe a proliferação das células carcinogénicas e induz a sua apoptose. O selénio é, ainda, um co-factor da peroxidase glutationa, uma enzima envolvida na protecção contra desenvolvimento de carcinomas. Quando os níveis de peroxidase glutationa estão diminuídos, o efeito das moléculas nocivas ao organismo não é eliminado.

O Frango contém um composto que existe naturalmente na carne, designado purina. Uma ingestão excessiva em purinas pode aumentar os níveis de ácido úrico no sangue.

Como comprar e conservar

O Frango encontra-se disponível ao consumidor durante todo o ano. Segue estas regras para teres a certeza que compras com qualidade:

  • Ao adquirir este alimento inteiro, escolhe aqueles que apresentem uma forma arredondada sem indícios de pressões mecânicas;
  • Adquirindo inteiro ou em partes, deve apresentar-se flexível quando é suavemente pressionado;
  • A pele do Frango deve exibir uma coloração branca ou amarela, deve ser opaca, sem manchas e sem cheiros;
  • Sempre que possível, adquire Frango que tenha sido criado organicamente, pois este método é mais benéfico para a saúde, pelo facto da dieta ser isenta de hormonas e antibióticos;
  • Se adquirires um Frango congelado, certifica-te que não apresenta cristais de gelo nem líquido na embalagem, pois estas características indicam que o Frango já foi submetido a descongelação;
  • Adquire peças com menor teor de gordura e com a pele ainda intacta. Retira-a apenas depois de assado, pois deste modo vai melhorar o sabor e aroma deste alimento, sem aumentar o teor de gordura.

O Frango cru pode permanecer conservado no frigorífico durante dois a três dias. Para congelar este produto cárneo, retira-o da sua embalagem, lava-o e seca-o convenientemente. Utiliza papel de alumínio ou embalagem própria para congelar e envolve as peças com todo o cuidado para que fiquem hermeticamente fechadas.
O Frango bem acondicionado no congelador pode atingir a validade de 1 ano.

 

Receitas Relacionadas

também

Alimentos

A fruta do dragão, também conhecida como pitaia, é tão interessante por dentro como é por fora. É…

Alimentos

É um item básico da despensa e da gastronomia portuguesa também. No entanto, se olharmos para as…

Alimentos

Sabes qual é a diferença entre o Abacaxi e o Ananás? Descobre as diferenças e aprende a distinguir…