Pratos Principais
Vegetarianos
Receita por 
8

Abóbora Recheada com Picado Vegan Sensational

Médio
Económico
4 doses

Ingredientes

1 embalagem de Picado Vegan Sensational GARDEN GOURMET
200 g de arroz (mistura de 3 cores diferentes)
ou
150 g de quinoa mista
2 abóboras-manteiga
1 maçã
100 g de arandos frescos ou congelados
50 g de nozes
35 g de arandos secos
1 c. de sopa de xarope de agave
2 raminhos de sálvia e alecrim
azeite para fritar q.b.

Preparação de Abóbora Recheada com Picado Vegan Sensational

1
Pré-aquece o forno a 200 ℃. Corta as abóboras ao meio no sentido do comprimento e remove as sementes. Esfrega os lados cortados com azeite, tempera a gosto com sal e pimenta e coloca num tabuleiro de ir ao forno forrado com papel vegetal.
2
Leva as abóboras ao forno por cerca de 40 minutos até estarem cozinhadas e com alguma cor (deves ser capaz de espetar facilmente um garfo). Vira-as após cerca de 30 minutos dentro do forno.
3
Pica grosseiramente as nozes e os arandos secos, e corta a maçã em pequenos pedaços. Em simultâneo, cozinha o arroz ou quinoa e escorre. Pica finamente as ervas e deixa algumas para a guarnição.
4
Frita o Picado Vegan Sensational™ GARDEN GOURMET em azeite numa panela grande até ganhar uma ligeira cor castanha. Adiciona as ervas, pedaços de maçã, nozes e arandos e frita-os.
5
Retira as abóboras do forno. Deixa arrefecer um pouco e usa uma colher para retirar alguma polpa da parte estreita da abóbora. Corta a polpa em pedaços e mistura com o preparado de arroz/quinoa. Recheia as abóboras com a mistura e aquece-as no forno antes de servir.
6
Ferve os arandos frescos numa camada de água com mel até rebentarem. Decora as abóboras com os arandos, as folhas de salva e o alecrim.

Energia
541.1 kcal
27%*
Proteínas
18,3 g
37%*
Lípidos
16,6 g
24%*
H. Carbono
83,8 g
32%*

*DR - Doses de Referência para um adulto médio (8400 kJ / 2000 kcal)
Informação nutricional por dose

 

Opinião

0

Vê também

Pratos Principais
Vegetarianos
3
15 min.
Fácil
Económico
Pratos Principais
Saladas
26
60 min.
Fácil
Económico