Saboreia a Vida | Nestlé
Saboreia a Vida | Nestlé

SOCIAL

CACAU

Quando os primeiros colonizadores espanhóis chegaram à América, o cacau já era cultivado pelos índios, principalmente os Astecas, no México, e os Maias, na América Central. Os índios consideravam as sementes de cacau tão valiosas que, além de as usarem como moeda, estavam presentes nos seus rituais sagrados.  

O cacau, moído em grão, era utilizado pelos Maias na preparação de uma bebida amarga e refrescante, à qual atribuíam propriedades medicinais. Os Astecas, por sua vez, adicionavam condimentos e flores aromáticas à bebida de forma a torná-la mais atrativa ao paladar.  

A árvore que dá origem ao cacau possui o nome científico Theobroma cacao, que significa alimento dos deuses. É originária de regiões de floresta pluviais da América Tropical, onde até hoje, é encontrada em estado silvestre, desde o Peru até o México.  

Foram os europeus que tiveram a ideia de misturar leite e açúcar ao cacau para criar o que conhecemos como chocolate. No final do século XVI, o surgimento da máquina a vapor ajudou a tornar a fabricação de chocolate mais expressiva, por facilitar a trituração dos grãos de cacau.  

O cacau é um fruto de casca dura e de coloração que vai do amarelo esbranquiçado até vermelho escuro, pode medir até 20 cm de comprimento e contém uma polpa branca ou rósea com sementes avermelhadas. Destas sementes devidamente fermentadas e processadas, extrai-se o cacau em pó e a manteiga de cacau. O cacau é um alimento altamente nutritivo e proporciona inúmeros benefícios à saúde. 


INFORMAÇÃO NUTRICIONAL:


Conhecido pela sensação de bem-estar que causa a quem o consome, muitas vezes sob a forma de chocolate, o cacau possui vários constituintes que justificam esse atributo, entre eles o potássio, o triptofano, os flavonoides e o tipo de gordura.
O potássio é um mineral que, entre outros benefícios, induz a produção de dopamina, um neurotransmissor que regula o humor.
Triptofano, um aminoácido que induz o organismo a fabricar serotonina, um neurotransmissor que proporciona bem-estar e prazer.  
De entre os vários compostos do grão de cacau, encontram-se também os flavonoides (ácido gálico e epicatecina). Estas substâncias com propriedades cardioprotectoras consistem num sub-grupo de substâncias antioxidantes, denominadas polifenóis.  
A gordura presente no cacau (ácido oleico e linoleico) eleva o nível de endorfina, também um neurotransmissor, que alivia a dor, causa euforia, sensação de segurança e calma.

Tabela de composição nutricional (100 g de Parte Edível)
 

 

Cacau Em Pó

Energia (kcal)

335

Água (g)

7,0

Proteínas (g)

19,6

Lípidos (g)

23,4

  dos quais : monoinsaturados (g)

7,8

Hidratos de carbono (g)

11,1

Fibra (g)

12,1

Potássio (mg)

1840

Fósforo (mg)

546

Zinco (mg)

1,9

Magnésio (mg)

406

Triptofano (mg)

3,5

Ácido fólico (µg)

34


g = grama; mg = miligrama; µg = micrograma; parte edível = diz respeito ao peso do alimento que é consumido, depois de rejeitados todos os desperdícios.
Fonte: Tabela da Composição de Alimentos - Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.


VANTAGENS E DESVANTAGENS:

Além do anteriormente descrito, o potássio desempenha também um papel importante na regulação da tensão arterial, no equilíbrio dos fluidos do corpo e na contração muscular. Tem um leve efeito diurético pelo seu conteúdo em água e potássio, que poderá ser benéfico no caso de gota e hipertensão arterial ou em caso de perdas excessivas de potássio, como durante a utilização de diuréticos. É desaconselhado em casos de insuficiência renal, visto que nesta condição o consumo de potássio é restrito.

O fósforo é o segundo mineral mais abundante no organismo e cerca de 80% está localizado nos ossos e dentes. O fósforo está presente em todas células do organismo onde desempenha funções muito variáveis e todas elas da maior importância. Tem relevante papel na formação molecular do ADN e do ARN, bem como do ATP, adenosina tri-fosfato. As células utilizam-no para armazenar e transportar a energia na forma de fosfato de adenosina.

O magnésio, igualmente presente em boa quantidade no cacau, desempenha funções a nível da transmissão neuromuscular, participa na regulação dos fluxos através das membranas celulares, coadjuva a atividade de algumas enzimas em variados processos enzimáticos, e está envolvido na replicação de ADN.  

O ácido fólico é importante para a divisão das células, formação de glóbulos vermelhos, auxilia o sistema imunitário e, ainda, previne malformações no feto durante a gravidez.


COMO COMPRAR E CONSERVAR:

O cacau deve ser conservado em recipientes opacos e vedados ao abrigo da luz, do calor e da humidade, de forma a que o e o seu aroma não “evapore”.  

COMO UTILIZAR:

O cacau aromatiza um grande número de alimentos, em primeiro lugar entre todos os doces, como bolos, tortas, biscoitos, gelados, mousses; serve, por outro lado, para dar sabor ao leite e dele se produzem diferentes tipos de chocolate.

RECEITAS COM CACAU:

Tarte de Cacau com Frutos Vermelhos

Tronco de Cacau e Café

Bavaroise de Framboesa em cama de Cacau

Conheça estas e outras receitas com Cacau em Nestlé Cozinhar.
PARTILHAR 16 LIKES

Glossário

Sugestões