Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Cereja
Alimentos

Cereja

No mês de maio, e com a chegada do bom tempo, chegam as cerejas, um fruto muito apetecido não só pelos adultos, que apreciam o seu sabor doce, mas também pelas crianças, sustentando as suas brincadeiras de faz de conta.

Originária do Médio Oriente, adaptou-se com facilidade a zonas de clima temperado. Os pomares de cerejeiras encontram-se, sobretudo, a norte do rio Tejo. 

Das variedades que podem ser encontradas, destacam-se as cerejas doces e as ácidas, sendo estas últimas conhecidas por ginjas. Este parente da cereja doce, a cereja ácida, é utilizada para fazer o conhecido licor, a ginjinha. Mas Portugal não é o único país a utilizar esta variedade para fazer bebidas: na Alemanha produz-se o Kirsch e na Croácia obtém-se o Maraschino.

Informação Nutricional

Entre os componentes da cereja, podemos encontrar os ácidos fenólicos e flavonóides, não produzidos pelo nosso organismo e importantes antioxidantes. Este fruto apresenta um considerável teor em fibra, vitamina C e carotenóides.

g = grama; mg = miligrama e µg = micrograma. Parte Edível = diz respeito ao peso do alimento que é consumido depois de rejeitados todos os desperdícios. Fonte: Tabela da Composição de Alimentos – Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.
Composição nutricional
(100g de parte edível)
Cereja
Energia (kcal) 67
Proteínas (g) 0,8
Lípidos (g) 0,7
Hidratos de Carbono (g) 13,3
Caroteno (µg) 141
Fibra (g) 1,6
Folatos (µg) 5
Vitamina C (mg) 6
Potássio (mg) 210
Magnésio (mg) 10
Vantagens e desvantagens

A cereja tem um interessante valor nutricional graças à presença dos fitoquímicos, uma substancia com propriedades de proteção celular e anti-inflamatórias.

Pela sua elevada quantidade de água e riqueza em potássio, possui propriedades diuréticas que fazem da cereja um ótimo fruto para eliminar toxinas e evitar a retenção de líquidos. O potássio é também essencial para a regulação do ritmo cardíaco e atividade muscular.

Como comprar e conservar

Devem escolher-se as cerejas que apresentam uma consistência firme e uma cor vermelha e brilhante, sendo estas as características principais que indicam a frescura deste fruto. Devem também exibir um pedúnculo verde, ser carnudas e apresentarem-se limpas e secas.

Dependendo do tempo de armazenamento que se lhe quer dar, deve ter-se em atenção a sua maturação aquando a compra. Uma cereja madura é mais pesada e doce, face a uma imatura. Devem evitar-se sempre os frutos moles, pegajosos, rachados ou podres.

Podes conservar as cerejas no frigorífico ou à temperatura ambiente, consoante o tempo de durabilidade pretendida. No frigorífico devem ser conservadas na zona mais fria, até aproximadamente 3 a 5 dias. À temperatura ambiente as propriedades das cerejas podem alterar-se e a sua durabilidade torna-se mais reduzida.

Para que tenhas cerejas sempre disponíveis, podes congelá-las, dentro de um saco de plástico, durante um período de cerca de 8 meses.

Como utilizar

A melhor forma de as saborear, e a mais comum, é ao natural. No entanto, podes utilizar as cerejas para preparar deliciosas sobremesas, conservas, compotas e bebidas.

Sabias que os pedúnculos deste fruto podem ser utilizados para fazer chá? Deixa-os secar ao sol, durante uma semana, e guarda-os num recipiente bem fechado. Vais ver como é delicioso!

 

Receitas Relacionadas

também

Alimentos

A fruta do dragão, também conhecida como pitaia, é tão interessante por dentro como é por fora. É…

Alimentos

É um item básico da despensa e da gastronomia portuguesa também. No entanto, se olharmos para as…

Alimentos

Sabes qual é a diferença entre o Abacaxi e o Ananás? Descobre as diferenças e aprende a distinguir…