Saboreia a Vida | Nestlé
Saboreia a Vida | Nestlé

SOCIAL

KIWI

É um fruto extremamente atractivo, quer pelas suas características visuais e organolépticas quer pela sua riqueza nutricional. 

O kiwi é fruto de uma planta trepadeira que partilha o mesmo nome e pertence à família das Actinidiáceas, sendo a espécie mais comum a Actinidia deliciosa.

A origem deste fruto exótico remonta ao início do século 20, na China. Daqui foi transportado para a Nova Zelândia por missionários. As primeiras plantações ocorreram décadas mais tarde. Em 1961, este fruto, surgiu pela primeira vez num restaurante nos Estados Unidos da América, sendo este país o principal responsável pela sua produção, distribuição e comercialização. Actualmente, os principais produtores de kiwi são a Itália, Nova Zelândia, Chile, França, Japão e Estados Unidos.

O crescente aumento da ingestão de kiwi reflecte a sua popularidade devido, principalmente, à combinação apetecível entre sabor, valor nutricional, aspecto ímpar e originalidade na denominação.

Este fruto refrescante apresenta características muito peculiares, uma consistência cremosa, um sabor doce e ácido intensos.

No interior deste pequeno fruto de casca acastanhada e áspera, reside uma polpa verde brilhante, de centro esbranquiçado com pequenas sementes pretas dispostas circularmente.
 

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

O kiwi é uma excelente fonte de água e vitaminas. 

Tabela de composição nutricional (100 g de Parte Edível)

 

100 G (P/ Parte Edível)

Energia (kcal)

53

Água (g)

82,9

Proteínas (g)

1,1

Gordura (g)

0,5

Hidratos de carbono (g)

10,9

Fibra (g)

1,9

Vitamina C (mg)

72

Vitamina E (mg)

0,4

Ácido Fólico (µg)

42

Potássio (mg)

302

Magnésio (mg)

18


mg = miligramas. Parte Edível = diz respeito ao peso do alimento que é consumido depois de rejeitados todos os desperdícios.
Fonte: Porto A, Oliveira L. Tabela da Composição de Alimentos. Lisboa: Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. 2006.

VANTAGENS E DESVANTAGENS

O kiwi é um fruto tão delicioso que, depois de descascado, pode ser ingerido crú. Existem diversas formas de enfeitar o seu prato com este fruto – em cubos, rodelas, fatias, cortado ao meio – mas não deve ingeri-lo muito tempo após o corte, devido às enzimas que contém, pois são responsáveis pela oxidação do mesmo. Se adicionar kiwi a saladas de fruta, por exemplo, adicione-o no momento em que servir a sobremesa, para conservar a cor e propriedades nutricionais. O kiwi oferece-nos inúmeros fitonutrimentos, vitaminas e minerais que são benéficos para a saúde.

Muitas vezes, referimo-nos a ele como sendo um bom fornecedor de vitamina C. De facto, um kiwi médio é suficiente para satisfazer as necessidades nutricionais desta vitamina. É também rico em vitamina E. A nível celular, estas vitaminas estão envolvidas no processo de neutralização de radicais livres responsáveis pelo stress oxidativo.

A capacidade protectora do Kiwi deve-se, também, à presença de vários fitonutrimentos antioxidantes, tais como flavonóides e carotenóides. Além destes, o kiwi é ainda rico em ácido fólico, potássio, magnésio e fibra solúvel e insolúvel.

O ácido fólico é essencial na produção de glóbulos vermelhos e brancos, na síntese de material genético e formação de anticorpos. O potássio é necessário na transmissão do impulso nervoso para uma actividade muscular normal e intervem no equilíbrio electrolítico, a nível celular. O magnésio está relacionado com o bom funcionamento do sistema gastrointestinal, nervoso, muscular e imunitário. A fibra favorece o funcionamento intestinal e ajuda a regular os níveis plasmáticos de colesterol.


COMO COMPRAR E CONSERVAR


O kiwi é um fruto sazonal, que suge no pomar a partir do mês de Outubro, podendo durar até Maio.

Não sendo comestível imediatamente após a colheita, a selecção do kiwi passa por pressioná-lo ligeiramente entre o polegar e indicador. Os mais doces irão ceder suavemente à pressão.

Evite os mais macios, os que apresentam manchas, danos devido a choques mecânicos ou os que estiverem húmidos.

Se no momento em que comprar/colher os kiwis ainda não estiverem maduros, pode deixá-los a amadurecer durante alguns dias à temperatura ambiente, desde que protegidos da luz solar ou calor. Pode colocá-los na fruteira junto a maçã, pêra ou banana para acelerar o processo de amadurecimento. Se já estiverem maduros podem ser conservados tanto à temperatura ambiente (15 dias), como no frigorífico (30 dias), como no congelador (6 meses). No frio, podem ser conservados durante mito tempo, desde que protegidos da desidratação. 

O tamanho da fruta não está relacionado com a qualidade, por esta razão, seleccione-a consoante a sua preferência pessoal.

Conheça receitas com este alimento em Nestlé Cozinhar.
PARTILHAR 21 LIKES

Glossário

Sugestões