Saboreia a Vida | Nestlé
Saboreia a Vida | Nestlé


SOCIAL

BENEFÍCIOS DA MEDITAÇÃO

Por vezes, o stress do dia a dia consegue vencer-nos. Os dias passam a ter, cada vez mais, os minutos contados e as rotinas aumentam. É o trânsito do percurso trabalho-casa, ou trabalho-escola, ou mesmo o stress de algumas situações que enfrenta em situações pontuais. 

Precisa de descansar e relaxar? 

Se não consegue tirar umas férias para “limpar” a mente, aproveite para introduzir na sua vida uma prática milenar que o vai ajudar a relaxar sem precisar sair de casa. Sim, estamos a falar da meditação!

O que é a meditação?


A meditação é uma técnica de relaxamento mental e espiritual muito antiga. Embora as suas raízes remontem à cultura hindu, praticamente todas as grandes religiões mundiais incluem algum tipo de meditação.

Com a sua popularização no mundo ocidental, a meditação tornou-se, cada vez mais, algo completamente independente de qualquer crença espiritual. Com o passar do tempo, surgiram também estilos e métodos de meditação muito diversificados. No entanto, a ideia central permanece – a transformação e elevação pessoal através da introspeção e relaxamento. 

O porquê da prática da meditação?


O objetivo principal de meditar é estabelecer uma conexão com a nossa forma de consciência mais elevada. Para tal, é essencial “esvaziar” a mente para que se consiga relaxar. E para isso, podem haver algumas ajudas, como músicas para o efeito ou mesmo a escolha de um local apropriado.

Nem todas as pessoas têm a mesma forma de meditar ou conseguem relaxar com os mesmos métodos. O som do mar é algo que ajuda a maioria das pessoas que meditam, no entanto, outras preferem meditar num jardim ou no conforto da sua casa com uma música ao seu gosto.  

A meditação também é importante ao ajudar o praticante a ter “tempo só para si”, o que se torna cada vez mais complicado nos estilos de vida atuais. 

Como praticar meditação?


Um dos objetivos principais de praticar meditação é que o consiga fazer sozinho/a, num local relativamente isolado. No entanto, se está a começar, pode ser relativamente difícil de conseguir meditar sozinho. 

Para começar, pode juntar-se a uma aula de meditação em grupo e seguir as indicações do instrutor e praticar sozinho diariamente. Assim conseguirá começar a meditar sozinho rapidamente. Existem também algumas músicas que o ajudam a “desligar-se”, e que podem ser uma boa alternativa para começar.

Quais os benefícios da prática de meditação?


Os benefícios da meditação sentem-se tanto a nível físico como a nível mental.

#1 Melhoria da postura

A meditação exige que se coloque numa posição específica. Para iniciantes, a posição mais básica passa por estar sentado/a no chão com as pernas cruzadas, costas direitas e braços a repousar nos joelhos. 

Ao manter as costas direitas, é também importante contrair o abdominal para evitar desconforto ao nível da lombar. Sentir esta dor e/ou desconforto quando mantém as costas direitas por determinado tempo, está relacionado com a postura errada que tem durante o dia.  

Assim, ao meditar, começa a ganhar o hábito de manter uma postura correta, que se reflete no dia a dia. 

#2 Redução da tensão e dor muscular

Meditar ajuda a que se liberte da tensão muscular e pode ter um efeito benéfico na dor. Parte da dor muscular está associada não só a trauma, desgaste e contração dos músculos, mas também à acumulação de stress e de focos de inflamação.

As inspirações profundas que faz quando medita ajudam a aumentar os níveis de oxigenação da sua corrente sanguínea. Assim, consegue aumentar a quantidade de oxigénio que chega aos seus músculos, o que promove a regeneração muscular e o alívio do stress.

#3 Fortalecimento do tecido cerebral 

Um estudo feito pela Universidade de Harvard demonstrou um aumento do tecido cerebral num grupo de voluntários que praticou meditação durante oito semanas. Este aumento foi verificado em zonas cerebrais associadas à consciência do corpo e à compaixão. Por outro lado, notou-se um decréscimo significativo do volume da amígdala, que está associada ao medo e stress.

#4 Atraso do envelhecimento

O envelhecimento celular está fortemente associado à atividade de uma enzima chamada telomerase. Durante a divisão celular, esta enzima corta a ponta dos seus cromossomas, chamadas telómeros. Células mais envelhecidas têm, portanto, os telómeros mais curtos. Alguns estudos estabeleceram uma possível correlação positiva entre a redução da atividade da enzima telomerase e a prática de meditação, por via de redução de mecanismos de stress cognitivo. Assim, podemos inferir que a prática de meditação pode ter um efeito positivo no atraso do envelhecimento.

#5 Aumento dos níveis de concentração

Um estudo avaliou os níveis de concentração de praticantes de meditação após um curso intensivo de oito semanas. Quando comparados com voluntários que não praticaram meditação, tornou-se mais fácil para os praticantes de meditação reorientarem-se e manter o foco e a atenção numa tarefa proposta. Para além disso, quem praticou meditação lembrou-se melhor de vários detalhes da tarefa proposta, quando comparado com quem não praticou meditação. 

Ou seja, reservar uns minutos do seu dia para meditar pode trazer-lhe alguns benefícios! 
PARTILHAR 15 LIKES

Sugestões