Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
cabrito
Alimentos

Cabrito

Na Páscoa, por motivos religiosos e de tradição, as famílias reúnem-se à volta da mesa e são envolvidas por várias iguarias que caracterizam esta época. Os pratos escolhidos variam com a região do país, contudo a carne de cabrito é a eleita, para prato principal. O cabrito é considerado um símbolo religioso que representa o sacrifício, e é incorporado na Páscoa em comemoração da Última Ceia de Cristo, onde se diz que este alimento foi servido.

Esta carne já é utilizada um pouco por todo o mundo, incluindo na Turquia, Grécia, Nova Zelândia e Austrália, sendo que estes dois últimos países são os que possuem a sua maior produção e consumo.É descrita como uma carne vermelha e é caracterizada por ter pouca quantidade de gordura, até mesmo quando comparada com a carne de borrego e de carneiro que também são muito utilizadas nesta época.

Informação Nutricional

O valor nutricional do cabrito varia de acordo com a peça que é consumida, ou seja, as costeletas têm um valor nutricional diferente do peito e da perna do cabrito. Contudo, essa variação não é significativa e por esse motivo nesta tabela de composição nutricional optou-se apenas por referir a composição nutricional de uma dessas peças.

g = grama; mg = miligrama e µg = micrograma. Parte Edível = diz respeito ao peso do alimento que é consumido depois de rejeitados todos os desperdícios. Fonte: Tabela da Composição de Alimentos – Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.
Composição nutricional
(100g de parte edível)
Perna Cabrito Crú
Energia (kcal) 113
Água (g) 75,2
Proteínas (g) 19,3
Lípidos (g) 4
Hidratos de Carbono (g) 0
Sódio (mg) 77
Fibra (g) 0
Colesterol (mg) 60
Niacina (mg) 6
Vitamina B6 (mg) 0,3
Potássio (mg) 360
Magnésio (mg) 21
Fósforo (mg) 270
Cálcio (mg) 9
Vantagens e desvantagens

A carne de cabrito é uma boa fonte de proteínas de alta qualidade. Para além disso também é rica em Ferro e Zinco que são minerais necessários para o bom funcionamento das nossas células. O Selénio também merece destaque neste alimento e é-nos essencial para prevenir problemas asmáticos.

Com o consumo de carne de cabrito são esperados benefícios a nível das doenças cardiovasculares, expectativas formadas pelo facto de: 
# 1. Este alimento ser frequentemente incluído na dieta mediterrânica, que tem apresentado resultados positivos na diminuição do risco de doenças cardiovasculares; 
# 2. Ser uma boa fonte de ácidos gordos ómega-3 e de gordura monoinsaturada (40% da sua gordura total), que são fatores que têm sido associados à diminuição do risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares; 
# 3. Ser um bom fornecedor de vários tipos de vitaminas do complexo B, como vitamina B12, B1,B2, B3 (Niacina), B6, folatosbiotina e ácido pantoténico. As vitaminas B6, B12 e folatos são especialmente importantes para o bom funcionamento do metabolismo da Homocisteína e para a prevenção da acumulação inesperada desta no organismo, que pode ser igualmente um fator de risco para doenças cardiovasculares. A Niacina (vitamina B3) estabelece uma proteção contra a doença de Alzheimer. 
# 4. O cabrito fornecer minerais antioxidantes (Selénio e Zinco) que diminuem o stress oxidativo, demonstrando ser importantes na diminuição deste tipo de doenças cardiovasculares.

Por ser considerada carne vermelha, a carne de cabrito, é fornecedora de gordura saturada e de colesterol, o que está associado ao desenvolvimento de várias doenças crónicas, incluindo doenças cardíacas e alguns tipos de cancro. 

Para além disso, deve-se ter em conta que o cabrito é rico em purinas e algumas pessoas podem ter problemas de saúde aquando o seu consumo excessivo. Uma vez que as purinas podem ser usadas na formação de ácido úrico, a acumulação excessiva destas substâncias no nosso organismo pode levar à acumulação igualmente excessiva de ácido úrico, provocando o desenvolvimento de certas doenças. A Gota e a formação de pedras nos rins são bons exemplos de problemas relacionados com o excesso de ácido úrico que pode ser adquirido pela alimentação sob a forma de purinas. Por este motivo, os indivíduos que possuem problemas nos rins ou Gota, devem evitar/limitar o consumo destes alimentos.

Como comprar e conservar

Ao comprar cabrito temos que ter em atenção certos aspetos: a sua carne deve ser firme e de textura fina e deve ter uma cor rosada. Qualquer gordura que apresente deve ser branca e nunca amarelada. 

Uma vez que a sua carne é altamente perecível, esta deve ser sempre guardada a baixas temperaturas (refrigeração ou congelação) e por isso, após a sua compra deve ser refrigerada o mais rápido possível a temperaturas de 4.ºC ou mais baixas.

No caso de se pretender conservar a carne durante mais tempo, esta pode ser congelada respeitando alguns princípios: usando um plástico para envolver a carne de forma a prevenir a sua excessiva congelação e danificação. Antes de ser congelada, a carne deve ser passada por água e escorrida de forma a evitar que se formem cristais de gelo durante a sua congelação.

 

também

Alimentos

A fruta do dragão, também conhecida como pitaia, é tão interessante por dentro como é por fora. É…

Alimentos

É um item básico da despensa e da gastronomia portuguesa também. No entanto, se olharmos para as…

Alimentos

Sabes qual é a diferença entre o Abacaxi e o Ananás? Descobre as diferenças e aprende a distinguir…