Saboreia a Vida | Nestlé
Saboreia a Vida | Nestlé

SOCIAL

DESAFIOS DE UMA DIETA SEM GLÚTEN

A evolução de certos alimentos e a própria reação da Humanidade a essa mesma evolução, lançou algumas “novidades” que até então não eram tão conhecidas ou faladas. Uma delas é a questão do glúten.

O que é o glúten?

O glúten pertence à família das proteínas e encontra-se presente em grãos como o trigo, o centeio e a cevada. Dentro da composição do glúten existem duas componentes principais que é a gliadina e a glutenina, e é parte da primeira que causa os efeitos negativos que o glúten tem em alguns indivíduos.

Existem muitas pessoas que sofrem com esta intolerância, e a situação mais grave é mesmo considerada uma doença: a doença celíaca. Esta reação ao glúten pode levar a problemas digestivos graves e indiretamente a algumas deficiências nutricionais.

Intolerância ou alergia? De que forma o consumo de glúten influência a sua alimentação?

O glúten é uma proteína que se encontra naturalmente em alguns cereais, principalmente no trigo. Em menor quantidade, no centeio, na cevada e na aveia. Os únicos cereais que não contêm glúten é o milho e o arroz.

Os doentes celíacos, têm que eliminar o glúten da sua alimentação, ou seja, deixar de lado alimentos como por exemplo pão, massas, bolachas e produtos de pastelaria. Mas para além dos doentes celíacos, há também quem sofra de alguma intolerância mais leve, que provoca apenas um desconforto, náuseas, alguma dificuldade durante a digestão e azia.

Excluir o glúten da alimentação pode ser visto como um desafio. Atualmente, já não o é.

Mas só os celíacos é que podem fazer uma dieta sem glúten?

A dieta sem glúten tem-se tornado cada vez mais comum e não é só pelos doentes celíacos ou por quem sofre algum tipo de intolerância a esta proteína. No entanto, a dieta sem glúten causa alguma controvérsia. Há quem defenda que a mesma ajuda o intestino a recuperar alguns danos, e existe a sugestão que pode ter algumas implicações na criação das boas bactérias do intestino.
No entanto, estes benefícios não estão cientificamente provados.

Afinal, quais os desafios de uma dieta sem glúten?

Nos dias correntes, uma dieta sem glúten já não apresenta muitos desafios. Acima de tudo é preciso perceber quais os alimentos a evitar e quais os que se podem consumir sem problema.

É comum encontrar a presença do glúten em cereais de pequeno almoço, massas, bolos, pão e bolachas. Assim como em outros alimentos que utilizamos no dia a dia, principalmente culinários, como é o caso dos caldos de cozinha, salsichas, sopas e molhos. Aqui o glúten tem a função de dar textura a estes alimentos.
Todavia, com o aumento da procura por alimentos sem glúten, o mercado alimentar foi-se adaptando a essa procura e necessidade. A par desta evolução, já podemos encontrar variadíssimas gamas de produtos isentos de glúten. Cereais de pequeno almoço, pão, bolacha, iogurtes e até gelados, são apenas algumas delas.

Como alimentos naturalmente isentos de glúten temos as frutas, vegetais e leguminosas como o feijão. A carne e o peixe, sendo uma fonte de proteína animal também podem ser consumidas por quem opta por uma dieta sem glúten. Assim como os ovos, quinoa, o milho, arroz e as batatas. Estes são só algumas sugestões de alimentos que pode optar e que pode juntar à sua dieta.

Há parte disto, o único desafio de uma dieta sem glúten é mesmo conferir o rótulo. Procure o símbolo: Glúten free.
Certifique-se também de que não existem contaminações cruzadas devido ao processo de produção. Estas são assinaladas na embalagem com a frase “Pode conter vestígios de glúten…).
Para saber mais consulte os produtos Nestlé sem glúten aqui.
PARTILHAR 4 LIKES

Glossário

Sugestões