Saboreia a Vida | Nestlé
Saboreia a Vida | Nestlé

SOCIAL

ERVAS AROMÁTICAS

São as folhas de plantas frescas ou secas. Essencialmente usadas com fins gastronómicos, mas também com fins medicinais, as ervas têm vindo a ganhar cada vez mais interesse.
Com excepção do louro, que deve ser consumido a seco, as ervas aromáticas oferecem muito mais aroma e sabor quando frescas A preocupação cada vez maior com a saúde e o interesse por descobrir novos sabores são alguns dos motivos que levam ao crescimento gradual do mercado das ervas aromáticas.


INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

As especiarias, por serem usadas em quantidades ínfimas, não contribuem para o valor energético da refeição, nem tão pouco para o seu valor nutricional. Não são fornecedores substanciais de nenhum nutriente em especial, uma vez que a quantidade em que são ingeridas não é significativa. Talvez seja mais importante dar atenção especial ás suas propriedades medicinais, essas sim, observáveis mesmo em pequenas quantidades de especiaria ou erva.


VANTAGENS E DESVANTAGENS

Por conferirem mais sabor ás preparações culinárias, levam a que se coma mais e, como tal, são estimulantes do apetite;
Aumentam as secreções digestivas e, como tal, facilitam a digestão dos alimentos;
Reduzem a flatulência, ajudando a reduzir os gases intestinais;
Porque conferem sabores e aromas intensos, permitem reduzir os teores de sal dos alimentos, sendo benéficas para hipertensos e indivíduos com patologia cardíaca ou renal;
Favorecem a conservação dos alimentos, uma vez que alguns destes condimentos apresentam propriedades antifúngicas;
Algumas ervas apresentam potencial alergénio, quer pelo contacto com a pele, quer pela própria ingestão;
Ocultam a deterioração de alguns alimentos, uma vez que “mascaram” o seu sabor original;


COMO COMPRAR E CONSERVAR

Podem comprar-se secas(alecrim, tomilho, louro, oregãos) ou frescas (salsa, manjericão, coentros, estragão, aipo, hortelã), inteiras e devem ser picadas ou trituradas apenas na altura de serem utilizadas. Desde que estejam congeladas, as ervas conservam-se durante 5 anos, sem perderem as suas propriedades.

Devem comprar-se pequenas quantidades, para que não percam as qualidades com o tempo e relativamente ás ervas frescas, nunca devem ser adicionadas ao prato no início da cozedura, pois perdem as suas propriedades organolépticas (aroma, sabor) com o calor. As ervas secas de sabor forte podem ser adicionadas aos alimentos no início da cozedura, resistindo às temperaturas.

VARIEDADES

Salsa
Utilizações culinárias: Tem um sabor puro e fresco e é rica em vitamina A e C, mas também em ferro. Utilizada em molhos, recheios, saladas e omeletas.
Propriedades: Eupépticas (facilita os processos digestivos)

Manjericão
Utilizações culinárias: trata-se de um óptimo condimento para saladas, molhos ou sopas. Combina bem com alho e também com tomate.
Propriedades:carminativas (reduz a flatulência), anti-sépticas (inibe o crescimento microbiano) e analgésicas (inibe a dor)

Louro
Utilizações culinárias: Usado em caldos, sopas, guisados, molhos, marinadas e salmoura. Duas a três folhas temperam um prato para 5 a 6 pessoas.
Propriedades: eupépticas e carminativas

Estragão
Utilizações culinárias Ingrediente essencial da culinária francesa, com pratos de peixe, aves de criação e ovos. Também em excelente em marinadas para pratos de caça
Propriedades anti sépticas

Funcho
Utilizações culinárias: Confere frescura a saladas e molhos na primavera, mas também é ideal para sopas frias e ensopados
Propriedades: diuréticas: (facilita a eliminação renal)

Hortelã
Utilizações culinárias: A hortelã fica bem em pratos de frango, vitela, canjas de galinha e alguns molhos. Também é muito usada em cocktails e licores
Propriedades: eupépticas e anti-sépticas

Oregãos
Utilizações culinárias: ideal para molhos de massas, pizzas e em legumes assados, os oregãos são característicos da culinária italiana.
Propriedades: carminativas

Alecrim
Utilizações culinárias pelo seu sabor forte e indiscreto é muito usado em grelhados de churrasco e assados. Fica bem tanto em salgados como em doces, sendo muito comum nas bolachas
Propriedades eupépticas

Tomilho
Utilizações culinárias: ao contrário da maior parte das ervas, o tomilho suporta cozeduras lentas sem que perca o seu aroma natural, sendo muito usado em guisados e estufados. Combina muito bem com vinho tinto
Propriedades: eupépticas, carminativas e anti-sépticas

Coentros
Utilizações culinárias: de sabor muito intenso, mas que se perde com facilidade na cozedura lenta, devendo ser adicionado no final. Fica bem com pratos salgados, com batatas e com pratos de marisco, como amêijoas
Propriedades: eupépticas

Agrião
Utilizações culinárias: utilizado em sopas feitas com caldos, natas ou iogurtes
Propriedades: estimulantes e depurativas


RECEITAS COM ERVAS AROMÁTICAS

Omelete de Ervas Aromáticas

Mousse de Coentros com Puré de Batata Maggi

Coroa de Salmão Fumado e Funcho



 

PARTILHAR 30 LIKES

Sugestões