Saboreia a Vida | Nestlé
Saboreia a Vida | Nestlé


SOCIAL

DIZ-ME A TUA COR E DIR-TE-EI OS TEUS BENEFÍCIOS

Uma alimentação saudável e equilibrada também é uma alimentação colorida. Frequentemente dizemos que quanto mais colorido é o prato da refeição, mais benefícios traz ao organismo. Porém, sabemos quais os benefícios e nutrientes que estão presentes em cada cor de cada alimento? 

Dividindo os alimentos por cores, podemos encontrar composições semelhantes em cada grupo. Os nutrientes presentes em cada um deles, como vitaminas e sais minerais, trazem vários benefícios ao organismo. A cada grupo, podemos atribuir diferentes funcionalidades. 

É geralmente nos grupos das frutas e dos hortícolas que encontramos uma maior variedade de cores e de benefícios associados aos seus componentes. Por exemplo, os fitoquímicos, substâncias responsáveis pelas cores, são compostos biologicamente ativos que apresentam vários benefícios.

Alimentos vermelhos

Caraterizados pela cor forte, encontramos neste grupo vários alimentos que facilmente estão presentes na nossa cozinha. Alimentos como o tomate, os morangos, a melancia, as cerejas, as framboesas e a romã; não esquecendo o pimento vermelho e as maçãs vermelhas

A coloração é conferida devido à presença de licopeno, ácido elágico e flavonoides. Estes poderão contribuir para a prevenção de determinados tipos de cancro, para a redução do risco de doença cardiovascular, proteção celular e a para a melhoria da memória.

São várias as receitas onde se pode reunir alimentos com cor vermelha, como por exemplo a tarte estaladiça de tomate

Alimentos amarelos e alimentos cor-de-laranja

A cor é essencialmente devida à sua composição em carotenoides. Contêm também fitoquímicos (p.ex. terpenos) e flavonoides (p.ex. quercetina). Estes são precursores da vitamina A que tem um papel importante no sistema cardiovascular e poderá ajudar na prevenção de determinadas doenças como o cancro. Apresentam igualmente um papel importante na saúde visual e sistema imunitário.

A composição em vitamina C destes alimentos apoia a manutenção da saúde da pele, promovendo a formações de colagénio. Esta é uma vitamina com função antioxidante, protetora e reparadora do dano celular.

Fazem parte deste grupo: a manga, a papaia, o mamão, o ananás, o limão, a laranja, o melão e o pêssego. Também a batata doce, a cenoura, e a abóbora contêm os referidos componentes.

Pode juntar alguns alimentos deste grupo num delicioso batido de cenoura e laranja, ou optar por um acompanhamento diferente, como o puré de cenoura

Alimentos verdes

De várias tonalidades de verde, esta cor deve-se essencialmente à presença de clorofila, um pigmento fotossintético natural. Ainda na composição dos alimentos de cor verde pode ser encontrada pró-vitamina A, luteína e vitaminas C, K e do complexo B. De destacar os minerais presentes como o potássio, cálcio, fósforo, ferro e magnésio. 

Deste grupo fazem parte alimentos como a alface, os espinafres, os brócolos, as couves, o abacate, o kiwi, as uvas e as maçãs verdes. Sem esquecer o repolho, a salsa e os coentros, o pepino, o agrião e os pimentos verdes. Todos eles fáceis de encontrar. 

As xantofilas, particularmente a luteína e a zeoxantina, são carotenoides presentes neste grupo de alimentos que tem um papel importante na saúde visual. Estes alimentos contêm igualmente uma riqueza de outros nutrientes com inúmeras outras funções.

Muitos destes alimentos podem ser utilizados na sua forma natural. Para a utilização destes alimentos na cozinha, sugerimos para uma refeição especial, por exemplo, um excelente acompanhamento que são os brócolos gratinados

Alimentos brancos

Os alimentos brancos são ricos em potássio, magnésio, fibras e vitaminas do complexo B. A cor branca é indicadora da predominância de antoxantinas nas frutas, selénio e compostos organossulfurados nos legumes. De notar que estes compostos são responsáveis pelo cheiro de alguns destes alimentos.

Deste grupo destacam-se o alho, a cebola e a couve-flor. O aipo, o alho-francês, os espargos, a batata, a banana, a pêra e os cogumelos também fazem parte desta “família”.

Alguns dos constituientes dos alimentos brancos podem ajudar na atuação contra inflamações e alergias, fortalecendo os sistemas imunológico e circulatório. Poderão, igualmente, ajudar na prevenção de doenças crónicas associadas ao envelhecimento, podendo contribuir também para a redução do risco de cancro do estômago e doenças cardiovasculares, particularmente no que diz respeito à regulação da pressão arterial e do colesterol. 

Alimentos roxos

Dos alimentos roxos fazem parte a beterraba, as amoras, a beringela, a couve roxa, os mirtilos, os figos, as ameixas e as uvas roxas

Estes alimentos podem trazer benefícios para a saúde, como por exemplo a regulação da pressão arterial. Contêm antocianinas, flavonoides e resveratrol. As antocianinas apresentam enorme poder na proteção do dano celular, podendo atuar na prevenção da carcinogénese e mutações celulares. O resveratrol tem um papel importante na função cardíaca e nos problemas/doenças cardiovasculares. Estes alimentos  também podem ter um papel interessante na preservação ou melhoria da memória.

Algumas sugestões que podem ser postas em prática para introduzir mais alimentos deste grupo no dia alimentar são a combinação dos mirtilos com a papaia num delicioso smoothie. Para o almoço ou jantar,as beringelas recheadas são uma excelente opção. 

Não se esqueça que uma alimentação equilibrada está relacionada com uma alimentação colorida. Procure consumir alimentos de cada grupo diariamente. Quanto mais colorida for a alimentação, mais benefícios terá! 
PARTILHAR 0 LIKES

Glossário

Sugestões